Energias renováveis criaram 10,3 milhões de empregos

O setor da energia renovável alcançou em 2017 cerca de 10,3 milhões de empregos em todo o mundo, superando a barreira dos 10 milhões pela primeira vez, de acordo com o relatório da Agência Internacional para a Energia Renovável (IRENA).

Mais de 500 mil novos empregos foram gerados neste setor no ano transato, o que representa um aumento de 5,3% face a 2016, segundo o quinto relatório da agência. Em 2017, os maiores empregadores do mundo no setor das energias renováveis foram a China, o Brasil, os EUA, a Índia, a Alemanha e o Japão. No total, estes países representaram mais de 70% dos empregos na área.

No ano passado, a indústria de energia solar fotovoltaica empregava o maior número de pessoas, perto de 3,4 milhões de empregos, o que representa quase 9% do sector desde 2016. Já o setor da energia eólica registou uma ligeira diminuição o ano passado para os 1,15 milhões de empregos. A Agência Internacional para a Energia Renovável (IRENA) espera que até 2050 sejam criados cerca de 28 milhões de empregos no setor das energias renováveis.