10 ideias para poupar energia e combater as alterações climáticas

10 ideias para poupar energia e combater as alterações climáticas

Todos nós enquanto cidadãos devemos ser informados dos impactos das nossas ações, consciencializar quem nos rodeia para a importância dos pequenos gestos e ser capazes de introduzir as mudanças necessárias para alcançar definitivamente a sustentabilidade. Aceita o desafio?

Tem sido um dos temas mais abordados e cada vez mais importante. Poupar energia e proteger o ambiente é uma responsabilidade comum de todos nós e que terá um grande impacto negativo, caso não atuemos. Contribuir para uma mudança do modelo de energia para alcançar uma economia sustentável é mais fácil do que parece.

Como podemos otimizar o modelo de consumo de energia e caminhar em direção à sustentabilidade? De acordo com as conclusões do relatório das cidades energeticamente sustentáveis sobre a transição energética urbana a 2030, elaborado pela Deloitte, revela que abordar as emissões urbanas é a forma mais eficaz de combater as alterações climáticas, atingir os objetivos do Acordo de Paris e de potenciar a transição para a sustentabilidade energética.

Apesar de ser verdade que as câmaras municipais são as principais responsáveis por promover esta transformação e dar o exemplo, os cidadãos devem participar ativamente neste processo, com consciência e empenho, uma vez que as nossas ações individuais podem contribuir de forma considerável para a concretização dessa transição.

Dez ações para promover a sustentabilidade energética

No nosso dia-a-dia podemos adotar vários hábitos, tanto a curto como a longo prazo, que permitam avançar para um modelo de energia mais limpo e eficiente.

Apesar de existirem muitas ações que podemos realizar, abordaremos neste artigo, aquelas com o maior potencial para poupar energia e facilidade na sua implementação:

  1. Sempre que possível, aposte na mudança do seu meio de transporte para meios não motorizados, como bicicletas e trotinetes.
  2. Se conduzir, escolha um veículo elétrico. Para otimizar o uso da energia, conduza com eficiência evitando mudanças bruscas de velocidade, distâncias muito longas e acelerar de forma progressiva.
  3. Reabilite os elementos da sua casa que podem torná-la mais sustentável, como janelas, fachadas, telhados, isolamento térmico, entre outros. Esta ação pode ajudar a poupar energia até 60% em termos de consumo de aquecimento.
  4. Reduzir o consumo de energia na iluminação, utilizando lâmpadas de baixo consumo e sistemas de controlo de iluminação inteligentes (smart lighting). Só esta ação permitirá poupar entre 70% e 90% no consumo de iluminação.
  5. Instale sistemas de controlo do aquecimento, como termóstatos, para ajustar o consumo de aquecimento às necessidades térmicas.
  6. Mude o seu equipamento térmico para um mais eficiente, como uma bomba de calor ou uma caldeira de condensação a gás natural.
  7. Use eletrodomésticos eficientes, de baixo consumo e baixa contaminação (Classe A). Embora os eletrodomésticos mais eficientes sejam um pouco mais caros, o que vai poupar em eletricidade compensa, pois oferecem grandes níveis de poupança energética.
  8. Desligue completamente a televisão, o computador e os restantes aparelhos elétricos após a sua utilização, evitando deixá-los em modo de espera (standby).
  9. Da mesma forma, retire da ficha elétrica os carregadores dos smartphones e outros dispositivos eletrónicos quando não estiverem a ser utilizados.
  10. Nos edifícios com superfície horizontal suficientemente grande, pode ser interessante estudar a implementação de sistemas de autoconsumo (painéis solares) que permitam reduzir a dependência de fontes de energia externas. Atualmente, as baterias de armazenamento doméstico presentes em casas inteligentes têm representado um grande avanço nesse sentido, pois permitem usufruir do excedente de energia solar gerada durante o dia.

Consciência social, um ponto-chave na transição energética

Alcançar uma economia sustentável para que a eficiência energética seja alcançada passa necessariamente pela transformação do nosso comportamento e hábitos de consumo. Neste contexto, é fundamental que os cidadãos apoiem iniciativas que promovam a economia circular – reutilizar, reduzir e reciclar -, favorecendo a otimização dos recursos naturais e a conservação da biodiversidade global.

3r e terra feliz

Para isso, todos nós enquanto cidadãos devemos ser informados dos impactos das nossas ações, consciencializar quem nos rodeia para a importância dos pequenos gestos e ser capazes de introduzir as mudanças necessárias para alcançar definitivamente a sustentabilidade. Aceita o desafio?

Selectra Portugal
www.selectra.pt

Translate »