WEG: universo de possibilidades no alto de Curitiba

À primeira vista, o edifício Universe Life Square destaca-se pela sua imponência. Com cerca de 150 metros de altura, o prédio mais alto de Curitiba tem 47 andares. O complexo arquitetónico de referência marca a entrada efetiva da WEG no mercado de Building Automation com o fornecimento dos componentes elétricos de Baixa Tensão, quadros de distribuição, disjuntores, interruptores DR, contatores e conversores de frequência. “A entrada num novo mercado exigiu estudos e lançamento de linha de produtos dedicadas ao setor”, afirmou o Gestor de Vendas da WEG, Manfred Peter Johann. Não bastasse a peculiar verticalidade, não é um empreendimento comum. Apresenta-se como um universo de possibilidades: nele é possível morar, trabalhar e ter actividades de lazer. O espaço conta com uma galeria comercial, escritórios, centro de convenções, apartamentos, além de áreas de lazer e miradouro panorâmico. Foram mais de 400 quadros de distribuição e 2600 disjuntores.

A entrada principal conta com a proteção de seis disjuntores de potência gerais de 1600 Ampères cada. De acordo com Manfred, uma instalação deste porte envolve logística diferenciada, na qual o fornecimento é feito em etapas. “A base dos quadros de distribuição é fornecida no momento em que a alvenaria do edifício está em fase de elaboração. Já os componentes internos do quadro e a tampa são enviados na fase de acabamentos”, explica. Segundo o Eduard Repp, Diretor da DGA Engenharia, responsável pela instalação elétrica, os desafios logísticos numa obra deste porte vão desde o sistema de automação e de pressurização, ao de transmissão e distribuição de energia. A obra exigiu, por exemplo, a instalação de uma subestação própria. “O empreendimento é uma referência na construção civil que abrirá caminho para novos negócios. A WEG foi escolhida pela qualidade dos equipamentos e capacidade de responder ao fornecimento“, afirma. Para Lucas Miara, engenheiro do Grupo Thá, responsável pela construção do empreendimento, o projeto foi desafiador em todas as etapas, desde as soluções de fundações, estrutura, fachada e instalações. Entre os desafios estava a logística e a execução de estrutura juntamente com acabamentos. “Muitos itens foram estudados para que a construção fosse bem-sucedida. Cada decisão foi gerida, para que a equipa estivesse sempre pronta no momento da libertação das frentes de trabalho.”

www.weg.net/pt