Angola espera 200 investidores para energias renováveis

A cidade de Luanda será palco em junho de 2019 de um fórum de negócios sobre energias renováveis e que se prevê que atraia mais de 200 investidores nacionais, alemães e israelitas, segundo a Administração da Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (Aipex) de Angola.

Este fórum servirá para apresentar à comunidade empresarial o quadro geral da situação energética no país, incluindo a produção de energia elétrica, os objetivos públicos dos investimentos no setor, as áreas prioritárias, o tipo de investimentos e os valores financeiros para o efeito.

O Plano de Desenvolvimento do Setor Energia e Águas até 2025 prevê a instalação de 5000 MW, maioritariamente de energia hídrica, tendo como objetivo primário diversificar a aposta nas energias renováveis através de um papel crescente das novas energias renováveis, incluindo as pequenas hidroelétricas. Prevê-se que o consumo até 2025 possa atingir os 39 TWh sendo necessário superar os 9 GW de potência instalada para fazer face à variabilidade hidrológica e garantir a segurança de abastecimento.

O ministério da Energia e Águas estabeleceu 3 objetivos estratégicos para as novas energias renováveis, respondendo aos principais desafios: melhoria do acesso aos serviços de energia nas zonas rurais com base em renováveis, desenvolvimento do uso das novas tecnologias renováveis ligadas à rede com a criação de novos mercados, e redução das assimetrias regionais. O executivo quer, com este plano de desenvolvimento, promover e acelerar o investimento público e privado nas energias renováveis.