Há um enorme potencial para a biomassa em Portugal

Lisboa vai acolher a 27.ª Conferência e Exposição Europeia de Biomassa (EUBCE 2019), de 27 a 30 de maio no Centro de Congressos de Lisboa. Neste encontro esperam-se mais de 1500 delegados vindos de 70 países e que irão debater a eletricidade produzida a partir de resíduos florestais e agrícolas.

Maria da Graça Carvalho, Secretária-Geral do EUBCE 2019 e eurodeputada, destaca a importância da biomassa no futuro em Portugal e no resto do mundo, como forma de combater as alterações climáticas e alcançar os acordos de Paris. Os factos não mentem e a biomassa e os resíduos representam cerca de 2 terços de todo o consumo de energias renováveis em toda a União Europeia, e por isso há muitas potencialidades nesta fonte renovável. Maria da Graça Carvalho explica que “o estado atual dos recursos de biomassa mostra que o potencial total estimado por vários setores do país é 42 489 gigawatts/hora por ano”. Outra das potencialidades deste setor é o facto de poder prevenir os incêndios florestais em Portugal, mas para isso é necessário criar uma logística para a recolha da biomassa e cadeias de valor para os produtos florestais.