baterias de acumuladores e sua constituição e princípio de funcionamento

baterias de acumuladores – constituição e princípio de funcionamento

A bateria é um elemento essencial nos sistemas fotovoltaicos, e não só. Estas são importantíssimas, pois permitem…

A bateria é um elemento essencial nos sistemas fotovoltaicos, e não só. Estas são importantíssimas, pois permitem o armazenamento de energia eléctrica. Se for produzida imensa energia durante o dia, como é que a poderíamos utilizar durante a noite? E se depois de vários dias com energia, não armazenada, o que se faria nos dias seguintes sem sol? Sem dúvida que a bateria é muitíssimo importante neste tipo de situações. A um conjunto de acumuladores ligados em série, chamamos de bateria de acumuladores.

Um acumulador, não é nada mais nada menos do que, de uma forma muito simplista, um vaso com dois eléctrodos interligados por um electrólito. Um electrólito é uma substância que, quando dissolvida em água, produz uma solução capaz de conduzir a electricidade.

Os eléctrodos podem ter como materiais constituintes, os seguintes:

  • Zinco;
  • Cobre;
  • Prata;
  • Chumbo;

No circuito externo à bateria, a corrente eléctrica é proveniente da circulação dos electrões. No seu interior a corrente resulta da circulação dos iões de um eléctrodo para o outro. A descarga da bateria acontece quando a reacção química abrandar, até que a bateria não consegue fornecer aos eléctrodos corrente eléctrica. As baterias de acumuladores podem ter diversas aplicações, tais como, energia solar, eólica, telecomunicações, entre outros.

Filipe Pereira
Engenheiro Electrotécnico (ISEP)

Para ler o artigo completo faça o download gratuito da “renováveis magazine” nº4. Verifique o seu email após o download. Pode também solicitar apenas este artigo através do email: a.pereira@cie-comunicacao.pt

      Selecione as sua(s) área(s) de interesse

      Utilize a tecla Ctrl para selecionar mais que uma opção

    Outros artigos relacionados

    Translate »