Baterias do BMW i3 usadas para armazenar energia eólica

Baterias do BMW i3 usadas para armazenar energia eólica

Em Gales está em desenvolvimento um projeto para uma mega-bateria que vai acumular o excesso de energia produzido pela central eólica de Pen y Cymoedd, utilizando baterias de automóveis elétricos em final de vida

Em Gales está em desenvolvimento um projeto para uma mega-bateria que vai acumular o excesso de energia produzido pela central eólica de Pen y Cymoedd, utilizando baterias de automóveis elétricos em final de vida.

O projeto está a ser conduzido pela Vattenfall, empresa sueca especializada na construção de sistemas produtores de energia de fontes renováveis, e consiste em juntar seis contentores de baterias, cinco dos quais preenchidos com cerca de 500 baterias retiradas do BMW i3. Trabalhando em conjunto, a mega-bateria tem uma capacidade de acumulação total de 22 MW.

Esta é a maior bateria instalada pela Vattenfall, assim como a maior bateria do género a funcionar no Reino Unido. A bateria tem a capacidade de acumular energia criada pela central galesa de Pen y Cymoedd, que tem 76 turbinas a gerar 228 MW de energia, assim como da central holandesa Princess Alexa, que gera 177 MW. As turbinas de vento instaladas no País de Gales já fornecem energia anualmente a 15% das casas desta região britânica, eliminando 300 mil toneladas de dióxido de carbono da atmosfera.

Sem contar com o seu tamanho, esta mega-bateria não é a primeira instalação do género. Tal como nestas baterias recicladas do BMW i3, a Renault vai usar baterias retiradas ao Zoe no projeto Smart Island na ilha de Porto Santo, e a Nissan já tem baterias do Leaf a acumular energia para iluminação pública na cidade reconstruída de Fukushima, no Japão.

Translate »