desenho de instalações fotovoltaicas

desenho de instalações fotovoltaicas – três passos para o êxito

A diversidade de opções na planificação da instalação é imprevisível: existem diferentes tipos de módulos…

A diversidade de opções na planificação/desenho das instalações são imprevisíveis: existem diferentes tipos de módulos, inversores, inclinações de telhado e localizações, e não é tudo.

O desenho correto de uma instalação fotovoltaica é decisivo para o futuro rendimento da mesma. As decisões mais importantes podem resumir-se nos três passos seguintes. Estes têm em conta as inter-relações técnicas mais importantes, assim como as diretrizes e regras empíricas a seguir para o desenho de uma instalação fotovoltaica padrão de funcionamento paralelo à rede. Em caso de divergência das condições normais aqui pressupostas, será necessário alterar em conformidade as diretrizes acima mencionadas.

1 – Respeite os valores elétricos limites do inversor

Em primeiro lugar, assegure-se de que a tensão do gerador é adequada para o inversor. Os limites são determinados através da tensão do Ponto de Máxima Potência (MPP) na temperatura máxima das células (normal: 70º C) e da tensão em vazio na temperatura mínima das células (normal: -10º C). A tensão em vazio do gerador também pode ser limitada através da máxima tensão de sistema permitida para os módulos fotovoltaicos.

SMA Ibérica Tecnologia Solar, S.L.U.

Para ler o artigo completo faça o download gratuito da “renováveis magazine” nº11. Verifique o seu email após o download. Pode também solicitar apenas este artigo através do email: a.pereira@cie-comunicacao.pt

      Selecione as sua(s) área(s) de interesse

      Utilize a tecla Ctrl para selecionar mais que uma opção

    Outros artigos relacionados

    Translate »