Energias renováveis em destaque nos Prémios REN 2018

O Prémio REN voltou a distinguir 3 teses de Mestrado mais inovadoras na área da Energia…

O Prémio REN voltou a distinguir 3 teses de Mestrado mais inovadoras na área da Energia. Gabriel da Silva Garanito Maciel, aluno do Instituto Superior Técnico (IST), da Universidade Técnica de Lisboa, foi o vencedor da edição 2018 do Prémio REN com a tese “Desenvolvimento e Projeto Mecânico de uma Fundação para uma Turbina Eólica Offshore”. O 2.º lugar da edição 2018 do Prémio REN foi atribuído a Pedro Sarmento de Beires, da FEUP, pelo seu trabalho académico sobre o tema “O papel das centrais hídricas reversíveis face ao aumento dos volumes de integração de produção de origem renovável em sistemas elétricos isolados”. O 3.º lugar foi para Fábio José Correia de Brito, da FEUP pela tese “Simulação de Estratégias de Operação Agregada de Sistemas de Armazenamento Distribuídos em Parques Eólicos e Centrais Fotovoltaicas”. O júri atribuiu ainda duas menções honrosas a João Espírito Santo da FEUP e a João Anjo do IST.

A entrega do Prémio REN decorreu no dia 8 de novembro, em Lisboa, durante uma cerimónia que contou com a presença, entre outros, do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor; Rodrigo Costa, Chairman e CEO da REN; Francisco Pedro Balsemão CEO da Impresa e João Peças Lopes, professor catedrático da FEUP e Presidente do júri do Prémio REN. A cerimónia da entrega de prémios foi antecedida de um debate sobre “Inovação, Ligação às Empresas e Criação de valor para o País”, moderado por Pedro Santos Guerreiro, em que participaram os reitores de algumas das mais importantes universidades portuguesas.

Criado em 1995, o Prémio REN destina-se a premiar as melhores teses de Mestrado no âmbito da energia, realizadas por alunos das áreas de Engenharia, Economia, Matemática, Física, Química, Sistemas de Informação e Computação. Ao longo das suas 24 edições, os trabalhos premiados no âmbito do Prémio REN acompanharam as transformações e desenvolvimentos que têm moldado o setor da energia, a antecipar desafios, identificar questões e a propor soluções inovadoras. O valor dos prémios foi atualizado já nesta edição, tendo duplicado em montante, sendo que ao vencedor do Prémio de Melhor Tese será atribuído um valor monetário de 25 000€, o 2.º lugar receberá um prémio no valor de 15 000€, e o 3.º lugar 10 000€. Cada menção honrosa terá um prémio de 2500 €.

Translate »