manutenção de sistemas fotovoltaicos, inversores fotovoltaicos

inversores fotovoltaicos – informações básicas sobre design e planeamento

O inversor é o coração de qualquer sistema fotovoltaico: converte directamente a corrente dos módulos…

O inversor é o coração de qualquer sistema fotovoltaico: converte directamente a corrente dos módulos fotovoltaicos em corrente alternada compatível, alimentado-a na rede pública. Os inversores fotovoltaicos simultaneamente, controla e monitoriza todo o sistema. Desta forma, assegura por um lado que os módulos fotovoltaicos funcionam sempre na sua potência máxima em função da sua radiação e temperatura. Por outro lado, monitoriza continuamente a rede de energia e é responsável pelo cumprimento de diversos critérios de segurança.

O inversor certo para qualquer sistema

Está disponível no mercado um grande número de inversores fotovoltaicos – mas os aparelhos estão classificados com base em três importantes características: potência, design relacionado com a corrente contínua, e topologia do circuito.

Potência

A alimentação de potência disponível começa com dois kilowatts e estende-se até aos megawatt. As alimentações mais comuns são de 5 kW para sistemas domésticos privados instalados em telhados, 10-20 kW para sistemas industriais (por exemplo, fábrica ou telhados de celeiros) e 500-800 kW para a utilização em centrais de energia fotovoltaica.

Cablagem do módulo

O design relacionado com a CC diz respeito à cablagem desde os módulos fotovoltaicos ao inversor. Nesta ligação, distinguem-se o string, o multi-string e os inversores centrais, em que o termo “string” se refere a uma série de módulos ligada em série. Os inversores multi-string possuem duas ou mais entradas string, cada uma com o seu próprio MPP tracker (Ponto de Potência Máximo). Estes são uma escolha particularmente lógica quando o gerador fotovoltaico é composto por diferentes subáreas orientadas de formas diferentes ou parcialmente à sombra. Os inversores centrais apenas possuem um MPP tracker apesar da alimentação de energia relativamente alta. Eles estão especialmente bem equipados para centrais de larga escala com um gerador homogéneo.

SMA Ibérica Tecnologia Solar, S.L.

Para ler o artigo completo faça o download gratuito da “renováveis magazine” nº7. Verifique o seu email após o download. Pode também solicitar apenas este artigo através do email: a.pereira@cie-comunicacao.pt

      Selecione as sua(s) área(s) de interesse

      Utilize a tecla Ctrl para selecionar mais que uma opção

    Outros artigos relacionados

    Translate »