ISEP

ISEP na vanguarda da I&D para integração de energias renováveis

O projeto tem como propósito o desenvolvimento de uma solução transparente para o mercado energético, que potencie o uso de energias renováveis e o reaproveitamento das redes locais de distribuição.

ISEP – Instituto Superior de Engenharia do Porto
Tel.: +351 228 340 500 · Fax: +351 228 321 159
mail@isep.ipp.pt · ssa-info@isep.ipp.pt · ads@isep.ipp.pt
www.isep.ipp.pt · www.dem.isep.ipp.pt

O GECAD (Grupo de Investigação em Engenharia e Computação Inteligente para a Inovação e o Desenvolvimento) do ISEP, está a desenvolver um projeto de investigação, financiado pelo Horizonte 2020, que integra cinco instituições de ensino e três empresas de Portugal, Espanha, Reino Unido e Finlândia.

O DOMINOES (Smart Distribution Grid: A Market Driven Approach for the Next Generation of Advanced Operation Models and Services) tem como propósito o desenvolvimento de uma solução transparente para o mercado energético, que potencie o uso de energias renováveis e o reaproveitamento das redes locais de distribuição.

Trata-se de um modelo de comercialização onde os consumidores tradicionais de eletricidade passam a ter um papel ativo na transação de energia, passando a ser produtores em pequena escala e consumidores flexíveis, adaptando alguns hábitos de consumo em troca de incentivos financeiros. Poderão assim comprar e vender tanto eletricidade como flexibilidade de consumo num mercado aberto.

Através do desenvolvimento de modelos de mercado a nível local, os consumidores conseguem transacionar diretamente a sua energia com os vizinhos, conseguindo deste modo a compra de energia a preços mais baixos, e a venda de energia produzida localmente (por exemplo através de painéis solares instalados nas habitações) a preços mais atrativos do que os praticados hoje em dia, refere Tiago Pinto, investigador do ISEP.

Estes mercados locais trazem benefícios também ao nível do sistema de energia, permitindo que a energia gerada seja consumida localmente, evitando deste modo as perdas inerentes ao transporte da energia em largas distâncias, e evitando investimentos avultados no reforço das redes de transmissão de energia. O mercado local vem, portanto, complementar os mercados regionais e continentais já existentes, e em cuja reformulação o GECAD/ISEP tem estado envolvido através de outros projetos, como o TradeRESNew Markets Design & Models for 100% Renewable Power Systems, também financiado pela Comissão Europeia.

Os mecanismos de mercado propostos estão a ser validados de forma prática em três demonstradores reais: uma rede de distribuição, em Évora, operada pela EDP Distribuição – também participante neste projeto; uma microrede localizada no campus da Universidade de Lappeenranta, na Finlândia; e uma Virtual Power Plant, composta por várias filiais de bancos em Portugal. Com estes demonstradores é possível avaliar o impacto dos modelos de mercado propostos pelo projeto e verificar as implicações práticas do incentivo à flexibilidade do consumo de forma ajustada às variações da energia renovável.