A caminho do módulo solar mais sustentável

Este verão foi gerada a maior quantidade de energia solar na União Europeia, e isto é muito bom sinal. Afinal, como tornar o nosso mundo energético livre de emissões é a questão por excelência para o futuro mas a eletricidade verde por si só não é suficiente. A produção de células e módulos solares também se deve tornar mais sustentável.

A geração de energia a partir da energia solar e a sustentabilidade andam de mãos dadas. Teoricamente, a energia solar não produz gases de efeito estufa e, por isso é uma das formas de energia mais ecológicas. Mas a verdade é que, na prática, ainda ocorrem emissões – principalmente na produção e transporte de células e módulos. É por isso que o fabricante de módulos solares alemão-suíço Meyer Burger procura uma abordagem de sustentabilidade que alcance toda a cadeia de valor.

A visão: O módulo solar verde

Há dois anos, a Meyer Burger decidiu não fornecer apenas a tecnologia para fabricar células e módulos solares, mas fabricar ela própria inovadoras células e módulos de alto desempenho – e fazê-lo exclusivamente na Europa. “Demos este passo não por questões de imagem, mas por convicção. Porque a produção local tem a vantagem de podermos estar sempre atentos aos nossos padrões de sustentabilidade e concretizar da melhor forma a nossa visão do módulo solar verde“, afirma Gunter Erfurt, CEO da Meyer Burger.

As soluções mais ecológicas são, portanto, usadas em todas as operações. Isso não inclui apenas o facto da Meyer Burger ter nas suas instalações de produção, no coração da Europa, energia oriunda de fontes 100% renováveis. A empresa também prefere trabalhar com fornecedores regionais, o que ajuda a encurtar as rotas de transporte e reduz em simultâneo as emissões. A própria produção também foi otimizada. As células solares e módulos com tecnologia de conexão Heterojunction SmartWire são fabricados usando um processo de baixa temperatura, o que conserva o material utilizado e reduz adicionalmente o consumo de energia.

Vantagem do Meyer Burger: equilíbrio ambiental significativamente melhor do que os módulos da Ásia

Um ponto fundamental em relação à sustentabilidade dos módulos fotovoltaicos é a Avaliação do Ciclo de Vida, ou seja, a análise sistemática do impacto ambiental de produtos, processos ou serviços ao longo de todo o seu ciclo de vida. Juntamente com os conceituados especialistas do Instituto Fraunhofer para Sistemas de Energia Solar na Alemanha, a Meyer Burger realizou uma Avaliação do Ciclo de Vida (LCA) e analisou todo o ciclo de vida do produto nos seus próprios módulos solares: desde a extração da matéria-prima até à produção e reciclagem do módulo. O resultado do LCA: os módulos Meyer Burger produzem um total de 24% (para módulos de vidro-folha) e 36% (para módulos de vidro-vidro) menos CO2 do que os módulos PERC chineses do mesmo segmento. A vantagem está relacionada com o facto dos wafers usados ​​pelo Meyer Burger serem feitos de polissilício produzido pela Wacker. A Wacker produz a maioria na Alemanha, o que economiza 42% de CO2. E a somar a isso, as rotas de transporte muito mais curtas reduzem as emissões em 88% de CO2 em comparação com um módulo chinês do mesmo segmento. Além disso, a LCA confirmou que todos os módulos Meyer Burger têm um tempo de retorno de energia muito baixo (= tempo que um módulo leva para reproduzir a energia necessária para o seu fabrico) de menos de um ano num clima continental temperado.

Sem toxinas e reciclagem abrangente

Os recursos naturais são a base para a vida na terra e, por isso mesmo, devem ser tratados com muito cuidado. Nesse seguimento, na Meyer Burger, todos os processos de produção foram adaptados e otimizados. Como resultado, o consumo de prata foi reduzido em 65%. Graças a uma combinação especial de materiais, os módulos solares Meyer Burger estão livres de substâncias tóxicas, como chumbo e fluoropolímeros. A longo prazo, todos os módulos devem ser totalmente recicláveis: “Ao reutilizar, compartilhar, reparar, reformar e reciclar, queremos adotar os princípios da economia circular para evitar resíduos, poluição e emissões de carbono. Queremos mudar o nosso modelo de negócios para o conceito ‘Cradle2Cradle’ e não apenas limitar o impacto negativo da nossa empresa no meio ambiente, mas ir mais além e deixar uma pegada positiva“, explica Katja Tavernaro, Diretora de Sustentabilidade da Meyer Burger.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas como um compromisso com a ação

Em 2015, as Nações Unidas definiram um total de 17 metas de desenvolvimento sustentável para as pessoas e o meio ambiente que se aplicam a todos os estados-membros. A Meyer Burger também está comprometida em participar na implementação desses objetivos e contribuir, ativamente, para a proteção do clima. O foco está nas questões energéticas e ambientais. Por exemplo, a Meyer Burger está empenhada em aumentar significativamente a participação das energias renováveis ​​no mix global de energia, em garantir que as novas tecnologias fotovoltaicas tornem a disponibilidade de eletricidade globalmente viável e em garantir que uma grande proporção das matérias-primas utilizadas são totalmente recicladas e processadas de forma a conservar os recursos.

Meyer Burger
Tel.: +41 332212800
[email protected] · www.meyerburger.com

Translate »