bioenergia

o papel das microalgas na transição energética

A bioenergia é atualmente a maior fonte de energia renovável da União Europeia (UE) e deverá permanecer como uma componente…

Alberto Reis
Investigador do LNEG, Unidade de Bioenergia e Biorrefinarias
[email protected]

A bioenergia é atualmente a maior fonte de energia renovável da União Europeia (UE) e deverá permanecer como uma componente essencial do mix energético até 2030. O seu papel na contribuição para o cumprimento das metas de energia renovável da UE de 20% já em 2020 e de, pelo menos, 32% em 2030 [Diretiva (UE) 2018/2001 de 11 de dezembro] é inquestionável. A bioenergia e os biocombustíveis desempenharão um papel fundamental para cumprir a legítima ambição da UE em tornar a Europa o primeiro continente com impacto neutro no clima até 2050.

A nível europeu, Portugal comprometeu-se com as metas da Diretiva relativa à promoção das fontes de energias renováveis (2009/28/ EC, conhecida como RED I) até 2020. Para o período 2021-2030, a Diretiva RED II [(UE) 2018/2001] introduz critérios de sustentabilidade para toda a biomassa que seja utilizada para valorização energética, o que inclui o seu uso para eletricidade, calor e arrefecimento. O Plano Nacional de Promoção de Biorrefinarias 2030 (PNPB) elaborado pelo LNEG, e que originou a RCM nº 163/2017 de 31 de outubro, pretende reforçar a aposta nas fontes de energias renováveis, através de um uso sustentável de diferentes tipos endógenos de biomassa, visando contribuir para o reforço do esforço nacional de redução de emissões de GEE, ajudando Portugal nos compromissos assumidos na COP21.

Para ler o artigo completo faça a subscrição da revista e obtenha gratuitamente o link de download da “renováveis magazine” nº44. Pode também solicitar apenas este artigo através do email: [email protected]

Outros artigos relacionados

Translate »