óleos de elevadas performances para caixas de engrenagens

óleos de elevadas performances para caixas de engrenagens (1.ª parte)

As excepcionais propriedades dos óleos sintéticos para caixas de engrenagens e que os separam dos produtos…

As excepcionais propriedades dos óleos sintéticos para caixas de engrenagens e que os separam dos produtos convencionais, são a sua muito elevada estabilidade com a temperatura, excelente resistência à oxidação e intervalos de mudança de óleo mais alargados. Estes produtos têm uma excelente capacidade de protecção antidesgaste e podem, por isso, proteger correctamente unidades de engrenagens industriais e os seus rolamentos em diferentes operações. Os critérios e requisitos quanto aos mais recentes óleos de engrenagens, particularmente aqueles para aplicações em turbinas eólicas, têm aumentado enormemente nos anos mais recentes e só são atingidos com formulações de óleos de elevada performance. Muito importante é a decisão que tem de ser tomada quanto à quantidade de aditivos reactivos, ou menos reactivos, a serem usados nas formulações. Os óleos base sintéticos e as mais recentes tecnologias de aditivos são conjugados de modo a ir de encontro aos requisitos mais recentes das diferentes transmissões, aumentando a disponibilidade, a eficácia, apresentando poupança de energia e minimizando o tempo de paragem das diferentes instalações.

Introdução

Nos últimos anos e em termos mundiais, as áreas de transmissão de potência por engrenagens e sistemas hidráulicos têm alcançado resultados recorde. Com um mercado mundial à volta de 24 %, este sector representa o maior motor da economia e um dos principais vectores da inovação [1]. Os produtos mais inovadores são os preferidos e em muitas áreas vistos como benchmark entre os produtos concorrentes. O futuro das transmissões de potência por engrenagem e sistemas hidráulicos em termos europeus residirá, sem dúvida, num desenvolvimento de soluções ainda mais inteligentes a nível da transmissão, sistemas mais eficientes em termos de energia e soluções ainda mais compactas. A coordenação dos diferentes componentes que existem numa transmissão é particularmente importante para que isso aconteça. Um dos papéis principais pertence ao lubrificante usado. A continuada escassez e o aumento de preços das matérias-primas, em particular dos óleos base para os lubrificantes, é uma das principais situações para que o consumidor final olhe cada vez mais o lubrificante como um elemento de elevado valor e que tem implicações directas no custo dos seus equipamentos e produção. Os designers e engenheiros de projecto também olham cada vez mais para os lubrificantes como um elemento de projecto. Os lubrificantes são também parte importante num extenso número de trabalhos de investigação e desenvolvimento efectuado por instituições como a VDMA e FVA. Este artigo olha de maneira particular para os óleos de caixas de engrenagens industriais (particularmente os óleos sintéticos – os que contribuem para uma quota de mercado significativa).

Os requisitos para os óleos de engrenagens industriais aumentaram consideravelmente nos últimos anos. Enquanto o factor principal a analisar nos óleos de engrenagens até agora era a capacidade de resistência ao desgaste, o foco está agora cada vez mais nas propriedades antidesgaste em rolamentos, comportamento dos óleos de engrenagens em elastómeros sob carga dinâmica, propriedades de protecção à corrosão, comportamento ao envelhecimento e estabilidade térmica.

Carlos Manuel Braga – Direcção Técnica
Luis Marques Saraiva – Assistência Técnica
FUCHS LUBRIFICANTES Unip. Lda.

Para ler o artigo completo faça o download gratuito da “renováveis magazine” nº1. Verifique o seu email após o download. Pode também solicitar apenas este artigo através do email: a.pereira@cie-comunicacao.pt

      Selecione as sua(s) área(s) de interesse

      Utilize a tecla Ctrl para selecionar mais que uma opção

    Outros artigos relacionados

    Translate »