RESOL: a comunicação é essencial no aquecimento

Já existem muitas habitações equipadas com sistemas térmicos…

Já existem muitas habitações equipadas com sistemas térmicos solares para água quente sanitária ou aquecimento de espaços. Nos novos edifícios, os sistemas térmicos solares tornaram-se numa caraterística padrão em inúmeros locais. Mas, com o desenvolvimento contínuo da eficiência do sistema, a energia térmica solar entrou também no domínio das aplicações industriais e de grande escala. Os espaços de grandes dimensões, como os hospitais, utilizam cada vez mais a energia térmica solar, tal como as unidades industriais que implementam sistemas térmicos solares com o objetivo de gerar calor industrial. No entanto, como é evidente, em climas temperados nenhum edifício consegue manter uma temperatura interior agradável sem recorrer a um sistema de aquecimento convencional ou apenas com calor térmico solar. O desenvolvimento registado ao longo dos últimos anos mostrou que a utilização do sistema térmico solar como uma “ilha” independente em relação ao equipamento do edifício está a extinguir-se lentamente. O futuro aponta para soluções integradas capazes de coordenar as diferentes fontes de calor.

Com o crescimento das aplicações disponíveis no mercado, a necessidade de opções de conetividade e monitorização automatizada aumenta. Longe vão os tempos em que os sistemas térmicos solares eram o passatempo favorito de alguns proprietários entusiastas que não se importavam de subir escadas para monitorizar as funções do sistema. A comunicação de dados e a tecnologia de controlo inovadora apoderaram-se desta área anteriormente dominada pelos amantes do “faça você mesmo”. Quanto mais complexo se torna um sistema, mais importante se torna um controlo inteligente e integrado. Os controladores de sistemas modernos, tal como o DeltaSol® BX Plus da RESOL, gerem a coordenação das partes solares e não solares do sistema. As várias funções ajudam a aproveitar todo o potencial solar disponível. Por exemplo, o aquecimento de reserva de água quente sanitária pode ser suprimido ou adiado quando o armazenamento de água quente sanitária estiver no modo de carregamento solar. O aquecimento de reserva só será ativado se a produtividade solar for insuficiente. O pré-aquecimento de retorno do circuito de aquecimento serve também de exemplo: quando existe calor solar suficiente disponível, este pode ser utilizado para aquecer o retorno do circuito de aquecimento, diminuindo a necessidade de aquecimento convencional. Com um controlador mais inteligente é possível poupar ainda mais energia de aquecimento convencional. Com o número certo de entradas e saídas e o software adequado, o controlador também pode gerir um ou mais circuitos de aquecimento de compensação por condições atmosféricas, tornando-se assim no cérebro central de todo o sistema de aquecimento e água quente sanitária.

www.resol.de

Translate »