Rittal Portugal: controlo e refrigeração eficientes com o novo Chiller Blue e+

Rittal Portugal: controlo e refrigeração eficientes com o novo Chiller Blue e+

A refrigeração é responsável por até 15% do consumo total de energia de uma máquina-ferramenta…

A refrigeração é responsável por até 15% do consumo total de energia de uma máquina-ferramenta. A quantidade de energia utilizada é tão elevada porque a temperatura de refrigeração média necessita de ser controlada com muita precisão, com um máximo de histerese de apenas 0,5K. Maiores flutuações de temperatura vão conduzir a imprecisões na peça a ser trabalhada, devido à expansão térmica dos componentes. Para alcançar esta precisão na temperatura e atender às exigências de alta eficiência energética, a Rittal está a lançar a nova série de Chillers Blue e+, uma geração de chillers que permite um enorme salto na eficiência energética. A medida da eficiência energética para refrigeração é o Indice de Eficiência Energética (IEE), sendo a relação entre a capacidade de refrigeração e a energia elétrica consumida. Os chillers convencionais com sistemas de controlo de bypass de gás quente têm um IEE de 1, enquanto um IEE de 3 é possível com o novo chiller Blue e+. A base para este alto grau de eficiência energética é um compressor de velocidade variável. Em vez de operar o compressor de refrigeração a plena capacidade e destruir uma grande parte da potência de refrigeração como com sistemas de controlo de bypass de gás quente, o compressor de refrigeração DC controlado por um inversor pode fornecer a saída de refrigeração necessária. Desta forma minimiza a histerese sem desperdiçar desnecessariamente a energia de refrigeração.

Para conduzir os compressores, a Rittal utiliza motores síncronos de Corrente Contínua que obtêm uma eficiência superior à dos motores assíncronos CA convencionais na maioria das áreas de operação. Um inversor com ventiladores radiais DC e uma válvula de expansão eletrónica permite que a velocidade destes motores seja controlada com alta precisão, o que significa que os refrigeradores Blue e+ operam sempre à velocidade ideal. Esta inovadora tecnologia de acionar e controlo resulta numa economia de energia até 70% em comparação com os chillers com sistemas de controlo de bypass de gás quente. Como os motores raramente são ligados e desligados, os componentes também têm uma vida útil mais longa. Uma nova inovação que a Rittal está a usar nos novos chillers é a tecnologia de microcanal nos permuta-dores de calor. A maior superfície em relação ao volume para troca de calor entre o refrigerador e água de refrigeração permite que a quantidade do refrigerante seja reduzida em até 55%. Os novos chillers estão disponíveis em três classes de desempenho com saídas de refrigeração de 2,5, 4 e 6 kW (ajustável entre 20 e 100%). Eles são altamente flexíveis e podem ser usados a temperaturas ambiente de -5° C a 50° C. Vários pacotes de opções pré-configurados estão disponíveis, por exemplo, com uma bomba mais potente, uma bomba inversora, para utilização no exterior (até -20° C), com arrefecimento a óleo, com refrigerador integrado (operação híbrida) ou com aquecedor integral para pré-ajustar a temperatura do meio.

Um painel de controlo com touchscreen exibe todas as mensagens em texto corrente. A App Blue e+, também usada nos ar-condicionados Blue e +, que comunica com as unidades usando NFC, também é adequado para os chillers Blue e+. Isto permite a transmissão sem fios de informações importantes e torna a vida muito mais fácil, especialmente se a configuração inclui vários chillers. O software de parametrização e diagnóstico RiDiag III também pode ser usado com os chillers Blue e +. Este software pode comunicar com os chillers via USB e, no futuro, será capaz de fazê-lo através de vários protocolos de rede ao usar módulos de comunicação. Certificações para todos os mercados-chave como cULus Listed, EAC, CCC e GS tornam a utilização internacional ainda mais fácil.

www.rittal.pt

 

Translate »