parques fotovoltaicos em Portugal

seis parques fotovoltaicos em Portugal são geridos com tecnologia da Phoenix Contact

Um dos maiores investimentos em parques fotovoltaicos executados em Portugal foi feito pela empresa Wirtgen Invest Holding GmbH. Trata-se de 6 parques fotovoltaicos localizados nas proximidades da Amareleja, Cartaxo, Lagos, Ferreira do Alentejo, Moura e Santarém. A Phoenix Contact também participou ativamente neste projeto, ao fornecer a tecnologia para um sistema integrado de gestão.

A existência de grandes parques fotovoltaicos em Portugal é nos dias de hoje uma realidade. Efetivamente, mais de metade da energia produzida em Portugal vem de fontes renováveis, sendo as predominantes a hídrica e a eólica. Porém, a parcela relativa às fotovoltaicas está a ter um crescimento acentuado. Até ao final de 2021, a capacidade total dos parques existentes ascendia a 1,7 GWp. Até fim de 2030 estima-se uma capacidade de 9 GWp.

Um dos maiores investimentos em parques fotovoltaicos executados em Portugal foi feito pela empresa Wirtgen Invest Holding GmbH. Trata-se de 6 parques fotovoltaicos cuja capacidade total é de 195 MWp, localizados nas proximidades da Amareleja, Cartaxo, Lagos, Ferreira do Alentejo, Moura e Santarém.

Moura, o quinto parque, foi ligado com sucesso a rede pública em meados de 2021. Está localizado nas proximidades da barragem do Alqueva, tem 130 000 painéis fotovoltaicos e produz uma potência máxima de 49,4 MWp. A energia produzida é injetada na rede pública através de uma subestação que foi construída na proximidade do parque e comercializada sob a forma de um Power Purchase Agreement (PPA).

Solução completa e integrada

Um investimento para o futuro” é como Jürgen e Stefan Wirtgen, os 2 Diretores Gerais da holding, descreveram este projeto, o qual foi executado por empresas parceiras. Uma destas é a empresa
alemã WinRG GmbH que tem atividade na área das energias renováveis desde 2005 na execução de projetos de grande dimensão um pouco por todo o mundo. Outra empresas parceiras foram a Conecon GmbH (EPC), a Zebotech GmbH (integrador de sistemas para controlo e monitorização do sistema fotovoltaico) e QoS Energy (portal de supervisão e de operações e manutenção).

A Phoenix Contact também participou ativamente neste projeto, ao fornecer a tecnologia para um sistema integrado de gestão do parque fotovoltaico (Integrated PV Park Management – IPM). Uma das funções desde sistema é recolher continuamente todos os dados de operação do parque fotovoltaico e fornecê-los ao portal de supervisão, onde são processados pelo módulo de gestão de performance de ativos. Outra das funções é o controlo de injeção de energia na rede pública (feed-in management system).

Regulação dos inversores

Como os 6 parques fotovoltaicos têm a mesma estrutura, o conceito geral poderá ser explicado através do exemplo do parque de Moura.

Dipl.-Ing. (FH) Maren Gast
Global Industry Management Solar Power, Phoenix Contact Electronics GmbH, Germany

Tradução e adaptação
Eng.º Carlos Coutinho
Country Marketing and Product Manager, Phoenix Contact, S.A., Portugal

Para ler o artigo completo faça a subscrição da revista e obtenha gratuitamente o link de download da “renováveis magazine” nº49. Pode também solicitar apenas este artigo através do email: [email protected]

Outros artigos relacionados

Translate »