SMA

SMA: previsão de crescimento para 2021

Continuamos a crer que a SMA está bem preparada para reagir de forma adequada a todos os acontecimentos e a conseguir o crescimento previsto do volume de vendas e dos lucros no presente exercício.

SMA Solar Technology AG (SMA/FWB: S92) vendeu, no exercício de 2020, inversores com uma potência acumulada de cerca de 14,4 GW. As vendas ficaram 26% acima do nível do ano anterior (2019: 11,4 GW). O volume de vendas do Grupo SMA aumentou cerca de 12% até aos 1 26,6 milhões de euros (2019: 915,1 milhões de euros). Este aumento do volume de vendas deve-se especialmente à evolução realmente positiva do negócio nos segmentos Large Scale & Project Solutions e Home Solutions. O lucro de exploração antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) duplicou até se situar em 71,5 milhões de euros (margem EBITDA: 7,0%; 2019: 34,2 milhões de euros, 3,7%).

O resultado do grupo foi de 28,1 milhões de euros (2019: -8,6 milhões de euros). Os lucros por ação aumentam até aos 0,81 euros (2019: -0,25 euros). A liquidez líquida diminuiu para os 226,0 milhões de euros (2019: 303,0 milhões de euros). Esta descida deve-se principalmente ao facto do valor comparativo de 2019 incluir um aumento dos pagamentos antecipados por parte de clientes devido a um grande processamento no 1.º trimestre de 2020. No final de 2020, esses pagamentos antecipados voltaram a um nível normal. A parte de capital próprio aumentou até 41,8% no final do ano de referência (2019: 37,6%). Além disso, a SMA dispõe de uma linha de crédito de 100 milhões de euros com bancos nacionais. Como consequência da evolução positiva do negócio ao longo do último ano e da previsão de crescimento para 2021, o Conselho de Administração e o Conselho de Supervisão propõem à Assembleia Geral fixar um dividendo de 0,30€ por ação para o exercício de 2020 a 1 de junho de 2021, o que equivale a uma quota de repartição de 37% relativamente ao resultado do grupo.

A SMA superou com sucesso os importantes desafios relacionados com a crise do coronavírus em 2020 e pudemos atingir os objetivos de crescimento relativamente a vendas e benefícios, já fixados antes do início da pandemia”, explica o porta-voz do Conselho de Administração da SMA, Jürgen Reinert. No segmento das aplicações fotovoltaicas, o volume de vendas aumentou com força, sobretudo na região da Europa, Médio-Oriente e África, no negócio das centrais fotovoltaicas, ganhámos novas quotas de mercado, sobretudo nos Estados Unidos, sendo que continuamos a consolidar a nossa posição líder na Austrália. Lá, dispomos de uma quota de mercado total de cerca de 65% da potência das centrais fotovoltaicas já em funcionamento ou autorizadas. Também me apraz especialmente termos atingido um importante objetivo dentro da nossa estratégia de sustentabilidade em 2020. A sede central da SMA abastece-se agora a 100% de eletricidade procedente de centrais fotovoltaicas e eólicas situadas nas imediações. Também no que diz respeito ao aquecimento, agora o abastecimento é totalmente neutro em emissões de CO2. O nosso objetivo é que a SMA consiga, mais tardar a partir de 2025, uma compensação do CO2 internacional completa”.

O Conselho de Administração da SMA prevê, para o 1.º trimestre de 2021, um volume de vendas entre 235 e 245 milhões de euros (1T 2020: 287,9 milhões de euros) e lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) entre 14 e 17 milhões de euros (1T 2020: 12,3 milhões de euros). Além disso, confirma as previsões de volume de vendas e resultados para o exercício de 2021 publicadas a 5 de fevereiro de 2021, que contemplam um crescimento do volume de vendas até se situar entre 1075 e 1175 milhões de euros, bem como um lucro de exploração (EBITDA) até se situar entre 75 e 95 milhões de euros. Devido à atual crise internacional provocada pelo coronavírus e o aumento dos preços das matérias-primas e dos módulos fotovoltaicos, registamos um início de ano relativamente discreto. A entrada de pedidos aumentou em março, afirma Jürgen Reinert. “A nossa carteira de pedidos atual de produtos e o volume de negócios cobrem já cerca de 50% da previsão anual. Isto permite-nos supor que a SMA poderá ampliar a sua posição em importantes mercados chave ao longo do ano e tirar partido do crescimento previsto dos mercados fotovoltaicos da Europa e América, assim como do mercado mundial das baterias. A melhora contínua da nossa carteira de produtos e a aplicação de medidas de redução de custos terão um impacto positivo na rentabilidade em 2021. Estaremos muito atentos à evolução da pandemia para pudermos reagir a qualquer momento de forma rápida e flexível. Continuamos a crer que a SMA está bem preparada para reagir de forma adequada a todos os acontecimentos e a conseguir o crescimento previsto do volume de vendas e dos lucros no presente exercício”.

O relatório anual da SMA para o exercício 2020 pode ser consultado em www.SMA.de/IR/FinancialReports.

SMA Solar Technology Portugal
Tel.: +351 212 387 860
info@sma-portugal.com · www.sma-portugal.com